E lá fomos aos fados

O carta chegou! Um envelope branco com o nosso brasão de armas em relevo dourado, vermelho e verde. Lá dentro o convite que o Presidente da República endereçou a todos os portugueses a viver em Bucareste. A recepção, em agradecimento pelo acolhimento que Klaus Ioannis (o Presidente romeno) proporcionou durante a visita de Estado, incluía Fado. Ana Moura foi a convidada especial num encontro que reuniu portugueses e romenos no Museu Nacional de Arte de Bucareste.

O dress code impunha traje apropriado para a ocasião. Fato escuro para homens e vestido curto (!!!) para senhoras. O cenário condizia com a pompa: o Auditório do Museu Nacional de Arte de Bucareste, em plena Calea Victoriei, uma das mais charmosas ruas da capital. Lá dentro tudo a postos: as bandeiras dos dois países, espumante duriense, vinho Verde e do Alentejo e um buffet com especialidades portuguesas. Um óptimo cartão de visita gastronómico para quem provou as delícias nacionais pela primeira vez.

Um compasso de espera (é sempre assim) entre a nossa chegada, a chegada dos Presidentes e o início do concerto.

Após um breve discurso de Cavaco Silva, silêncio porque se cantou o Fado. Não antes sem um monumental momento de embaraço alheio… ‘Estou muito contente por estar na Bulgária!‘, iniciou Ana Moura. Rolam os olhos, baixam-se as cabeças. Imagino o pânico de Cavaco Silva perante tal trambolhão diplomático. Mas nada que não se resolvesse com um pedido de desculpas sincero. O concerto foi curto mas intenso, com fados conhecidos da artista e um grande aplauso no final.

E já recompostos da viagem à Bulgária (que realmente tinha acontecido dois dias antes), momento para matar saudades de bacalhau, frango assado e, até, bifanas. Tudo em modo gourmet claro está! A mesa dos enchidos e queijos rapidamente ficou vazia, assim como a das sobremesas. Com algumas excepções, tudo foi preparado localmente. Contudo, apesar dos sabores rivalizarem com o original português, alguém se esqueceu de avisar o chefe de serviço que a arte doceira nacional não adiciona rum a sobremesas de chocolate!!! Tirando isso e os pastéis de requeijão (putativos pastéis de nata), estava tudo óptimo!

Vai um brinde aos Portugueses!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s