NO CENTRO, A VIRTUDE?

Numa cidade onde a provocação sexual está ao virar da esquina, o jogo entre o santo e o pecador é observado pelas incontáveis igrejas da urbe. Mas é no centro de Bucareste, bem no coração da vibrante capital, que encontramos a sede da Igreja Ortodoxa Romena. Pura coincidência ou apenas mais um sinal de como a poderosa e influente igreja está no centro da vida social e política do país? Surge-me a questão: haverá virtude neste centro?

A imponente Boulevard Unirii é um dos primeiros cenários com que o turista se depara. É grande, ladeada por blocos monolíticos de apartamentos ao estilo de Ceauşescu, no topo o majestático Palácio do Parlamento e, na outra extremidade, a Piața Alba Iulia – em homenagem à histórica cidade homónima. Uma longa avenida central ocupada 24 horas por dia pelo tráfego caótico de Bucareste. A meio, bem perto do Centrul Vechi, no alto de uma pequena colina – a Dealul Mitropoliei – avista-se uma alameda rodeada de árvores. Subimos. Caminhamos, como que em direcção ao céu, para entrarmos na casa maior da Igreja Ortodoxa Romena, a pequena Santa Sé da velha Dácia.

Durante o período comunista, apesar de oficialmente laico, o Estado usou a Igreja Ortodoxa como parte do seu aparelho de propaganda. Em troca, foram concedidos inúmeros privilégios e propriedades à organização religiosa. É por isso extraordinária a forma como a ortodoxia romena se mantém como um dos principais pilares da cultura local. Uma instituição recheada de privilégios, super-hiper-mega conservadora (Francisco, o Papa católico, seria considerado um herege aos olhos de Daniel, o Patriarca ortodoxo romeno) e detentora de um património e influência comparada, por ventura, à do próprio Estado romeno.

Considerações político-religiosas à parte, o cimo da colina é um local sagrado cheio de preciosidades arquitectónicas. O espaço, religiosamente ocupado desde o século XVII, tem sido palco de importantes acontecimentos na história do país. Além da Catedral Patriarcal de Bucareste, dedicada aos Santos Constantino e Helena e datada de 1658, encontramos o Palácio Patriarcal, construído a partir de 1688, o Palácio da Câmara dos Deputados (um edifício neo-clássico de onde se destaca a sua fachada de 80 metros e a colunata em estilo iónico, tendo funcionado aqui a antiga sede da Câmara Baixa do Parlamento romeno, até 1997), e a Torre do Sino, construção encomendada por Constantin Brâncoveanu já no final do século XVII.

Na companhia de bons amigos, eis o destino ideal para uma boa conversa sobre laicidade, religião, filosofia, pecado, luxo e castidade. Boas orações, boas discussões!

Estação de metro mais próxima: Piața Unirii 1 e 2 (Linhas M1, M2 e M3), 650 metros.

Anúncios

3 opiniões sobre “NO CENTRO, A VIRTUDE?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s