Adeus Mihai

Com 96 anos de idade e um estado de saúde muito debilitado, Miguel (Mihail) faleceu no dia 5 de Dezembro, na sua residência na Suíça. Vamos ao baú da história conhecer o homem que reinou o país em duas ocasiões diferentes e que acabou por ser o último monarca para lá da Cortina de Ferro.

Read More Adeus Mihai
Anúncios

Mais uma moedinha, mais uma voltinha

Começam a chegar ao Velho Continente as ondas de choque dos protestos em Bucareste (e um pouco por toda a Roménia). O motivo? Corrupção e mexidas no sistema fiscal. Não que a população se manifeste contra a corrupção em si, antes pela institucionalização da mesma. Para quem segue o blog, esta é a segunda vez, em menos de um ano, que o mesmo Governo tenta aprovar decretos-lei que tornam o país no único Estado da União Europeia onde a (pequena) corrupção, em vez de combatida, seria acarinhada pela máquina pública! Há, também, outra razão para a saída à rua: uma “Revolução Fiscal” (já aprovada) que implica, na prática, uma descida do salário de todos os funcionários (públicos e privados). Assim, a partir de 1 de Janeiro de 2018, os funcionários serão chamados a pagar os impostos sobre todo o rendimento que usufruem (ficando a entidade empregadora com a responsabilidade de descontar apenas 2,5%), equivalendo, em média, a um corte de 20% no salário.

Read More Mais uma moedinha, mais uma voltinha

Quarta-Feira Negra, epifania governamental ou experiência social?

A anúncio desta tarde deixou a Roménia em pé de guerra: o mesmo Governo/Partido que aprovou (e depois recuou) o decreto-lei que institucionalizava a corrupção, o mesmo Governo/Partido que liberalizou os salários dos funcionários da administração local e que prometeu aumentos a todos os trabalhadores públicos na ordem dos 50%, acaba de aprovar a transferência da responsabilidade das contribuições sociais das empresas para os seus funcionários. Na prática, a partir de 1 de Janeiro de 2018, os funcionários serão chamados a pagar os impostos sobre todo o rendimento que usufruem, equivalendo, em média, a um corte de 20% no salário. Será este um paraíso para as empresas ou o princípio de uma catástrofe económica?

Read More Quarta-Feira Negra, epifania governamental ou experiência social?

Um país entre Reis

Ferdinand e Carol são dois nomes maiores na História da Roménia. Monarcas, Reis de um reino que se estendia para lá dos Cárpatos, governaram o país e deixaram a sua marca. Hoje, a República não esquece os seus nomes. Em Bucareste são nome, entre outros, de duas boulevards. Percorrer estas duas vias é uma autêntica viagem pela história da Roménia: o histórico, o clássico e o moderno; o melhor e o pior de uma sociedade que, pela sua posição geográfica, é um misto do mundo latino e eslavo, sem nunca esquecer as vizinhas Turquia e Grécia. Vamos caminhar?

Read More Um país entre Reis

Um gigante adormecido

Na margem esquerda do rio Dâmbovița, a dois passos do bairro chique de Cotroceni, encontramos um gigante adormecido. Irmão menor do Palácio do Parlamento, é, ainda assim, uma construção de volumetria ímpar. Por acabar, parado no tempo, o edifício e a sua área adjacente são uma enorme ferida por curar no centro da capital. Desde 89 que o seu futuro se encontra em suspenso. Hoje, os planos são muitos, mas parecem embrulhados em falsas promessas de futuro. Vamos conhecer a Casa Rádio.

Read More Um gigante adormecido

Às voltinhas na serra (ou como vencer a Transfăgărăşan)

Nos míticos Cárpatos, na fronteira entre as velhas províncias da Valáquia e da Transilvânia, fica uma das mais fotogénicas estradas de montanha do mundo. Construída para defender a Roménia de uma potencial invasão soviética, hoje a Transfăgărăşan é sinal de paz e motivo de atracção para milhares de condutores que todos os Verões entopem os 90 quilómetros de curvas e contra-curvas. Esta não é uma visita para estômagos sensíveis!

Read More Às voltinhas na serra (ou como vencer a Transfăgărăşan)

Escadinhas

Há dias, numa das minhas passeatas pela cidade, dei por mim à procura de uma escadaria. Num bairro que sobreviveu à pressão do ceaușima, aqui as casinhas mantêm a traça antiga. Uma relíquia arquitectónica. Uma pesquisa rápida pela internet dá-nos a esperança de encontrar um escadario capaz de ombrear com o do Selarón, no longínquo Rio de Janeiro. Mas, na realidade, qualquer semelhança é pura coincidência!

Read More Escadinhas

Brisa do Alto da Serra

É Verão! As ruas de Bucareste ficam desertas ao fim-de-semana. Praia ou montanha são os destinos idílicos para o comum dos mortais. Aliás, foram vários os posts em que referi que uma escapadela às montanhas era a melhor forma de passar estes dias tórridos na capital. Assim, rumámos aos Cárpatos. Desesperámos por subir e descer os 2292 metros dos Montes Bucegi, mas, no final, foi como na canção da Tonicha: deixámo-nos envolver pela “brisa do alto da serra”.

Read More Brisa do Alto da Serra

PADRÕES DUPLOS

Há muito que a Cortina de Ferro se desfez e que o termo Europa de Leste parece ter caído em arcaísmo. Contudo, nesta Europa que se quer una, continuam a persistir diferenças entre Sul e Norte, Este e Oeste. Muito mais do que línguas, culturas e religiões diferentes, várias autoridades deste lado do Velho Continente vêm há algum tempo a levantar suspeitas sobre a qualidade de alguns produtos aqui vendidos. Depois da Hungria, República Checa, Polónia e Bulgária, a Roménia também faz soar os alarmes. Haverá mesmo padrões duplos nos alimentos aqui vendidos?

Read More PADRÕES DUPLOS